Sai uma dose extra de lenços de papel!



O filme já é de 2009 e quando a minha prima mo emprestou, avisou e bem " É para chorar!". O filme estava ali na prateleira há muito tempo e hoje à tarde, enquanto o petiz mais novo  brincava com os Playmobil, é que ganhei coragem para o ver. Falo de Para a Minha Irmã ( My Sister's Keeper no original). Já toda a gente o deve ter visto, mas eu que tive um primo que faleceu com catorze anos com leucemia e que me  parece que o bicho ( como lhe chamava António Feio) anda demasiado à solta, sentia que ainda não me apetecia. 
Pois bem, hoje foi o dia.. O filme gira à volta de Anna ( a maravilhosa Abigail Breslin) que  começa a questionar a razão da sua concepção, visto que nasceu para que pudesse doar a sua medula óssea à irmã mais velha, que luta contra uma leucemia rara.

Chorei baba a ranho como se previa, mas mesmo que pareça estranho soube-me bem. Às vezes chorar sabe-me bem, o que querem? 
E depois houve uma frase tão simples que me marcou...  Death is just death.Nobody understands it. Pois é... já fomos à Lua, mas ainda não conseguimos explicar a morte de alguém jovem, de alguém bom, de alguém que faz falta, de alguém que parte tão antes do tempo...


14 comentários :

  1. Esse foi um dos meus filmes (e livros) favoritos. Relaciono-me de uma forma muito pessoal com a história e achei que o filme não podia estar melhor (apesar de ter um final completamente diferente do final original do livro). E acho que é impossível não chorar em certas partes ;)
    *

    ResponderEliminar
  2. ainda não vi, mas quero muito ver. :)

    kiss

    ResponderEliminar
  3. Tal como a nuvem de algodão doce, também foi dos meus filmes e livros preferidos.
    Infelizmente não tive a mesma sorte que tu, vi o filme no cinema e por isso tive que fazer um esforço muito grande por ser discreta a chorar :p.

    ResponderEliminar
  4. Já vi...deve ter sido dos filmes que mais chorei em toda a minha vida...e acreditem...não sou lá muito sensível [infelizmente, acho] :(

    ResponderEliminar
  5. Eu também choro que me farto a ver filmes... mas até sabe bem! Kiss*

    ResponderEliminar
  6. Eu ainda não vi, mas quero muito ver. Já comprei o livro para oferecer.

    Agora fiquei ainda mais curiosa.

    ResponderEliminar
  7. A minha prima também viu o filme e chorou muito , tal como tu Sofia. :)
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  8. Li o livro primeiro e há duas semanas vi o filme... também chorei.
    Recomendo-te outro livro: "Melodia do Adeus" de Nicholas Sparks. É ler e chorar. Fui ver o filme ao cinema e toda a gente fungava no escuro.
    Beijocas
    Anabela Pereira

    ResponderEliminar
  9. Viemos a este mundo para cumprirmos um determinado ciclo de vida e missão e nunca sabemos o dia e hora do fim do ciclo, por isso meu conselho é: "Viver e ñ ter a vergonha de ser feliz"...do mestre Gonzaguinha.
    bjs..
    Bia.

    ResponderEliminar
  10. Não vi :o

    Nunca conseguiremos explicar o sentimento de impotência perante a morte.

    ResponderEliminar
  11. Pois sabes que mais? Parabéns pela decisão! Eu ainda não o consegui ver...fazer o quê? Vou tentar...promess!!!!

    ResponderEliminar
  12. Já ouvi falar e gostaría imenso de o ver. Deve ser lindo com uma história muito comovente!

    Aproveito para dizer que tens um desafio e selo no meu blog.

    Espero que gostes e que aceites.

    Bjinhos

    ResponderEliminar
  13. Olá.
    Parece que sou a unica que não viu o filme.
    Até penso que ainda bem, porque sensivel como sou chorava e de certeza transportava para a vida real a história.
    Fáz bem chorar sim amiga.
    Bjnhosssss
    alice

    ResponderEliminar
  14. Olá! Eu vi o filme no cinema e devo dizer que no final ninguém se levantou, estava toda a gente a procurar nas malas a embalagem dos lenços de papel. Sem dúvida um filme tocante que nos levanta imensas questões.

    ResponderEliminar