A vida é agora


Esta tarde eu e o mais pequenino fomos ver o Shrek- o capítulo final. Adorámos.
Tenho a certeza que houve muita coisa que o meu petiz não percebeu, mas sei que se emocionou muito e no fim até tinha a lágrima a espreitar. Quanto a mim, chorei mesmo. Quem tem filhotes e um companheiro não deixa de se rever em muitas das cenas do filme, e a verdade é que parece que às vezes nos queixamos "de barriga cheia". As rotinas não são fáceis, as saudades dos tempos em que éramos só nós espreitam muitas vezes, ser efectivamente responsável pelos nossos pequeninos é muito exigente. 
Mas vale a pena. Vale tanto a pena que eu não dava nem um segundo da minha vida actual para voltar atrás. O Shrek deu vinte e quatro horas para viver a sua vida de ogre solteiro e sem responsabilidades e arrependeu-se. Ele conseguiu remediar as coisas e aprendeu a valorizar e a amar ainda mais o que tinha. Ele teve uma segunda oportunidade, mas ele é uma personagem dos contos de fadas. Nós não podemos viver a nossa vida a contar com mais oportunidades. A vida é agora e está aí, mesmo à espera de ser vivida. Sem direito a rewind:).

8 comentários :

  1. também fomos ver na segunda-feira e gostámos muito! Quanto à vida antes dos filhos o que te posso dizer é que ás vezes eu já tenho dificuldade em pensar como as coisas eram antes da minha bicha, eu e o meu marido chegamos a perguntar-nos na brincadeira que raio fazíamos antes dela, parece uma coisa parva mas a verdade é que parece que ela esteve sempre cá e antes dela nada fazia o sentido que hoje faz!

    ResponderEliminar
  2. De acordo: no rewind! Para a frente é que é o caminho! Já vi o filme e adorei!!
    Bjs

    ResponderEliminar
  3. O filme tem uma lição bonita, mesmo para quem ainda não tem filhos como eu =). Também adorei, acho que foi o meu preferido de todos os Shrek.

    ResponderEliminar
  4. Confesso que não vi nenhum dos Shreks a não ser pequenos excertos... Confesso que tenho alguma dificuldade em ver filmes de desenhos animados por mais fantásticos que me digam que são agora...
    Também não tenho filhos, nem marido, nem as rotinas inerentes a uma vida a 2.
    Mas depois de ler o teu post fiquei de lágrima no olho :)

    ResponderEliminar
  5. Ora nem mais! :D

    O filme, ainda não fui ver.

    Beijocas

    ResponderEliminar
  6. Eu fui ver com os meus pequeninos e adorei. Gostei de todos, mas este teve outro sabor, mais doce e especial :)

    Já li algumas críticas acerca do filme, mas como esta que escreveste, tão encantadoramente verdadeira, nunca tinha lido nenhuma!
    É tão, tão verdade, o que dizes!

    Bjinhos mil :)

    ResponderEliminar
  7. É bem bonito o filme, mas achei um bocadinho pesadote para os mais pequeninos! Eu chorei, como aliás também chorei com o Toy Story... mas nós temos outra capacidade para digerir estas coisas! Mas, sem dúvida que ambos os filmes têm uma linda mensagem!

    Kiss*

    ResponderEliminar
  8. ai, fez-me pensar em mim :S
    o meu Shrek, que de Shrek nada tem, deu muito mais horas para voltar à vida de solteiro sem responsabilidades e NÃO SE ARREPENDEU :(

    ResponderEliminar