Die young, live forever?


Aqui perto, em Camden Square, morreu Amy Winehouse. E eu tenho tanta pena... Todos sabíamos, todos assistimos e ninguém a conseguiu ajudar...

12 comentários :

  1. Acredito que foi o melhor para ela... A medida que o tempo passava cada vez se destruía mais

    Beijinhos*

    ResponderEliminar
  2. Porque não podemos ajudar quem não se quer ajudar a si mesmo... ainda assim, ficamos sempre com uma sensação de perda e impotência.

    ResponderEliminar
  3. Tenho muita pena, foi um imenso talento desperdiçado. E questiono-me sempre, como é que o pai andava sempre atrás dela e não conseguiu fazer nada para reverter esta situação...
    kiss

    ResponderEliminar
  4. É uma pena, mas o destino foi ela que o traçou...
    Deixa um excelente trabalho e agora aguardamos o 3 trabalho dela... que pelos media esta pronto

    Bjs

    ResponderEliminar
  5. Quando essa pessoa não quer ser ajudada, é difícil fazer-se alguma coisa... O que não tem remédio, remediado está :)

    ResponderEliminar
  6. É uma pena ver alguém definhar assim e caminhar para este final sem nada se puder fazer.

    Beijinhos grandes

    ResponderEliminar
  7. Pena? Não sei; cantado e reafirmado pela própria Amy: "rehab NO NO".
    27 anos de usos e abusos já todos estavam à espera, não é novidade (Morisson)
    A voz é lastimavel não ter sido um dom de quem lhe pudesse ter feito melhor uso.

    ResponderEliminar
  8. A morte da Amy W. deixa-me sempre um sentimento de tristeza e de perda, independentemente de tudo...

    bjo

    ResponderEliminar
  9. Ninguém a conseguiu ajudar porque ela não queria ajuda... O que uma pessoa faz por amor... tenho pena mas ela é que escolheu o destino dela.
    Tantas pessoas a lutar pela vida, pela sobrevivência e tantos malucos a quererem acabar com ela... O mundo anda todo ao contrário.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  10. Acima de tudo, acho que ela não se ajudou a si mesma...podia ter sido Grande, Enorme!

    ResponderEliminar