As compras neste Natal...




A lista do Miguel é composta por seis itens: vai receber um nosso, um do padrinho, um da minha irmã (e vai receber mais dois ou três presentes da família). E é tanto.

A verdade é que temos de nos controlar para não satisfazer tudo o que saberíamos que o faria feliz. Sei também, por experiência, que há muitos brinquedos que ficam ao abandono passada a euforia inicial. Este ano, como o Luís está em Angola, tivemos que nos conter para não lhes comprar tudo e mais alguma coisa para compensar o facto do pai estar longe. Porque não compensa. Porque sabemos que não queremos meninos mimados que não dão valor a nada. Porque os nossos filhos têm coisas a mais.Porque se pode ser uma criança feliz com menos.

 Eu sei: olhar para estas fotos que o Luís tirou, pensar na quantidade de prendas que o Miguel vai receber, e escrever sobre contenção na compra de presentes, é terrivelmente irónico (e propositado).


1 comentário :

  1. Sofia,
    Chorei ao ler este post.
    E...É tão verdade o que escreve!
    Ainda hoje falei na quantidade dos presentes que os muidos recebem. São tantos os presentes a abrir, que nao chegam a dar atenção ao anteriores! E isto entristece-me!
    Eu fui tão feliz com muito menos!
    Quando o meu pai esteve fora, também senti de alguma maneira que nos tentavam compensar. Principalmente ao meu irmão que na altura tinha apenas 12 anos e eu já estava na adolescência.
    De qualquer das formas, apesar de não compensar, faz os pais sentirem-se menos culpados! Não se marterize com isso...
    Beijinho
    Bom Natal...
    MR<3
    http://sagadaemigracao.blogspot.pt

    ResponderEliminar