Uma família com esperança - um um ano depois


Faz hoje um ano desde que a vida da nossa família mudou. Continuamos mais unidos do que nunca, mas quem passa por isto sabe que dói.

Há um ano eu pensava que poderia ser só por um ano. Agora sei que vai ser por mais um. Se vai ser por mais outro...não sabemos. Sabemos sim que as perspectivas de futuro que o nosso país nos dá não são muito animadoras. E não, eu não sou pessimista.

E depois há dias mais fáceis, dias mais difíceis...Sei que o Luís é quem sofre mais a dor da separação, porque eu tenho sempre o mimo dos meus meninos, da família...mas também tenho dias em que penso que não vou ser capaz de aguentar mais... Mas aguento. Aguentamos todos. Afinal, há famílias que estão juntas que terão certamente mais problemas do que nós... E depois há sempre a esperança. A que nunca morre.

Obrigada a quem nos acompanhou aí desse lado este ano...a aturar-me as neuras, a dar-me força. Sem vocês, eu juro, teria sido muito mais penoso...Como se diz em Angola: ESTAMOS JUNTOS!


9 comentários :

  1. "Estamos juntos, ya?!" Expressão tão usada por aqui. Expressão que o J. Usava para aguentar por aqui e me pedir para aguentar quando estava em PT.
    Não é fácil e quem pasa pela dor da separação sabe o quanto dói e o quanto vai "matando" por dentro!
    Uns dias com mais força e garra, outros mais complicados e de desanimo.
    Espero para a vossa família, que a Esperança nunca morra, e sei que assim será!
    Um beijinho enorme e tão sentido, que a Sofia nem imagina o bem que lhe desejo, mesmo sem a conhecer.
    MR<3
    Blog Saga da Emigração

    ResponderEliminar
  2. Ai, como sei o que isso é! . . . Temos o marido no mesmo país e também partilhamos a mesma profissão. E sim, há dias piores, há dias que custam mais (muito) a passar. . . e por aqui já contabilizamos 2 anos e 8 meses. É preciso uma grande dose de otimismo e esperança.
    H.

    ResponderEliminar
  3. Olá Sofia, força, que nada nunca dura para sempre. Beijinhos!

    ResponderEliminar
  4. Beijinho grande
    Elsa

    ResponderEliminar
  5. É como diz Sofia, há famílias que estão juntas e não estão próximas :) É preciso valorizar o que se tem :)
    Um grande beijinho
    Teresa

    ResponderEliminar
  6. Se custa.... oh se custa!!!!

    Passei pelo mesmo, exactamente há um ano também!!!! Nesse malfadado mês de Junho!!! Ele partiu para Luanda deixando-nos às duas suspensas pelo reencontro que não sabíamos quando seria!!!

    Um ano depois... o nosso projecto de vida mudou: viemos nós as duas também para cá!!!!

    E para já... pelo menos por mais uma ano o projecto agora é a três!!! E sabe bem!!

    ResponderEliminar
  7. És uma mulher de força. E o amor, quando alimentado, move montanhas e sobrevive. Beijinhos e forças para mais um ano!

    ResponderEliminar
  8. Estamos juntos!!!
    Adicionei o teu blog à minha lista de blogs favoritos! Bjinho, Manela

    ResponderEliminar