Uma missão que vocês têm de conhecer...


Fomos ontem a um jantar muito especial... Nos arredores de Sumbe, por um caminho que só se pode fazer de jipe, no meio de gente e mais gente, uma luz: a casa da Missão Ondjoyetu. À nossa espera um dos melhores caldos verdes que comi (cozinhado pelo Avô Filipe), os sorrisos da Joaninha e da Teresinha, a simpatia da Tânia, voluntária da Associação Move-te Mais e a disponibilidade do Padre Vitor Mira.
O Padre Vitor Mira coordena a Missão Ondjoyetu,  ligada à Diocese Leiria-Fátima, e ele, assim como muitos que pertencem à Missão, tem feito tanto pelos mais desvaforecidos  da região de Sumbe que eu, por mais que tente, não vos vou conseguir escrever aqui esse tanto que tem sido feito.E não é de agora, é ainda do tempo em que havia guerra por aqui. Já nessa altura, o Padre Vítor por aqui andava, sem baixar os braços...
Só sei que é impossível não me emocionar com os relatos que ouço e não me espantar com a tenacidade de um homem que, com um sorriso no rosto, ajuda os que mais precisam sem esperar nada, absolutamente nada em troca. Um homem que tem sempre uma palavra amiga e que também tem sido um apoio importante para o Luís e para a minha família.

Quando conheço pessoas assim como as que estão na Missão Ondjoyetu sinto sempre que ainda tenho muito para crescer, para aprender, para melhorar como pessoa. E sinto também que, se eu melhorasse mais, se mais de nós melhorássemos mais, o mundo seria mais justo e todos seríamos mais felizes. 

Eu, por mim, vou continuar a tentar, sem perder de vista quem tanto me inspira...

6 comentários :

  1. Dou graças a Deus pelos amigos do nosso grupo, e pelo trabalho realizado pela linha da frente.
    Um grande abraço.
    Estamos juntos
    Tio Serra.

    ResponderEliminar
  2. orgulho imenso no trabalho do Pe. Vitor Mira. Envia-lhe um beijinho da Sandra Jorge de Amor

    ResponderEliminar
  3. Ondjoyetu é realmente uma grande família. O trabalho que se vai realizando pelas montanhas do Gungo é realmente grandioso. É graças a muitas ajudas que se vai conseguindo todo esse trabalho. É graças a pessoas sensíveis à causa que vão dando o seu tempo e colaboração que se tem conseguido cada etapa... O projecto continua, precisa de ser dado a conhecer e de continuar a ser apoiado. Felicitações à vossa família por estarem ligados...

    Abraço familiar do Pe David

    ResponderEliminar
  4. Que giro, eu conheço a Tânia. =)

    Muita coragem mesmo!

    ResponderEliminar
  5. Será possível fazer voluntariado por essa instituição?

    ResponderEliminar
  6. Ninguém que conheça a Missão ficará indiferente. É um trabalho de heróis. Vida. Estive lá. Estou lá com o coração. Ondjoyetu é mesmo a nossa casa.
    Venham conhecer, mesmo a partir da retaguarda. Nunca mais deixarão esta obra, este espírito. Esta gente merece mesmo um grande obrigado publico, mas muito mais o nosso carinho e a nossa ajuda.

    ResponderEliminar