A vida como ela é...

Such a sad day for all the world, especialy for the victims families.  RIP
Das muitas frases que li a propósito do acidente de avião da Germanwings,  a que me anda a martelar na cabeça é esta: "somos apenas uns segundos no tempo".
Somos mesmo. 
É impossível não estremecer quando ouço falar dos jovens alemães que regressavam a casa. Já participei com muitos jovens em viagens. São experiências riquíssimas, mas eu apenas descansava quando os entregava inteirinhos aos pais. As viagens, os dias que passávamos no país estrangeiro, eram sempre de uma animação em suspenso, porque eu nunca conseguia estar verdadeiramente esquecida do " E se...". 
Agora, no abril próximo, é o Gonçalo que vai para a Polónia, cumprir a segunda parte do intercâmbio (o aluno polaco esteve cá o ano passado), e é impossível não sentir um friozinho na barriga que adivinho comum a muitos pais cujos filhos estão prestes a participar em viagens do género.

Apetece desligar a televisão nestes dias, assim como apetece desligar dos meus (nossos) tantos medos. Mas a vida continua. A vida está à espera e os medos não a podem comandar. Sei tudo isto. 
E contudo, sei que por muito valente que possa ser,  nunca vou deixar de ter medo...

Sem comentários :

Enviar um comentário