A vida como ela é #17



agosto 2011

Nesta dádiva que é ser mãe, eu pensava que o que mais me causava ansiedade era quando os meus filhos eram pequeninos e ainda não verbalizam o que os fazia sofrer. Agora, tenho a certeza que o mais difícil está à porta: deixá-los sair da minha área de visão e deixá-los crescer...

Custa-me. Talvez porque eu seja controladora...Talvez porque eu tenha demasiado medos...Talvez porque eu ainda ande a aprender como é que lhes vou dando (a)liberdade que eles precisam...

É uma aprendizagem constante.  Eu sei que dar liberdade é importante e por isso vou cedendo, incentivando até por vezes. Com os estômago às voltas, mas sabendo que há três palavrinhas muito simples que resumem tudo isto: tem de ser.



*Gonçalo viajou esta noite para Polónia, Miguel foi passar a tarde com amiguinhos da escola. Longe da minha vista, mas entranhados no meu coração.



7 comentários :

  1. Como eu te entendo. Revejo-me em muitas das tuas palavras. Também penso tanto, tenho tantos medos em relação aos meus filhos.
    Coração de mãe nunca sossega.
    Que foi fazer o Gonçalo para a Polonia?
    Beijinhos
    Elsa

    ResponderEliminar
  2. Custa-me tanto pensar que vou chegar a essa fase!
    Deixo a mais velha ir dormir a casa de amigas que conheço e cujas famílias também conheço.
    Não estou definitivamente preparada para os ver entrar num avião sem mim...
    vidademulheraos40.blogspot.com.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas vais estar:)
      Beijinhos, querida Paula.

      Eliminar
  3. As tuas palavras poderiam ser as minhas. Sinto tanto isso em relação ao meu filho. Tenho que o deixar voar mas a minha asa fica sem saber o que fazer e o coração apertadinho!

    ResponderEliminar
  4. É tão dificil deixá-los sair debaixo das nossas asas....

    Beijinho

    ResponderEliminar