Lição nº 2 - crescer custa!



Faz bem aos adolescentes terem um trabalho nas férias. Mesmo que custe a uma mãe ter de os ver levantar cedo em agosto. Mesmo que custe encontrar amigos dele a saírem da piscina quando o vai buscar ao trabalho. Mesmo que custe vê-lo chegar à sexta-feira com ar cansado.


O Gonçalo termina hoje a sua primeira experiência profissional. No início foi mais movido pelo dinheiro (quer ir a Londres), mas acabou por gostar bastante. Todos os dias trazia uma história para contar e achava graça  às conversas dos colegas de trabalho mais velhos. Ontem levou um bolo e já lhe disseram que gostavam que ele voltasse no próximo ano. Valeu muito a pena.
 Mesmo que tivesse custado.



*Obrigada pela oportunidade, Secil Maceira!

3 comentários :

  1. Pode custar à mãe mas ficará com a certeza de ter feito tudo para o preparar para "o resto da sua vida".
    Parabéns Sofia.
    Pode ser pouco comum em Portugal mas trabalhar nas férias é a realidade dos adolescentes do países mais desenvolvidos!


    Beijinho,
    Paula

    <a href="http://vidademulheraos40.blogspot.pt/ >Vida de Mulher aos 40</a>

    ResponderEliminar
  2. A minha primeira experiência no mundo do trabalho foi aos 14 anos. Desde esse verão que nunca mais parei😁 Sempre fui muito independente e na altura, os trabalhos de verão eram muito bem pagos😁 Não acho que me tenha feito mal. É verdade que os meus colegas passavam 3 meses na praia enquanto eu trabalhava, mas conquistar as minhas coisas era um sentimento maravilhoso...! As minhas ferias eram as 2 ultimas semanas antes do regresso às aulas, mas ia para onde eu queria, gastava o que queria...! Saudades desses tempos que nunca mais voltam....!
    Beijinho
    MR💗
    @sagadaemigracao

    ResponderEliminar
  3. Também acho estes contactos muito positivos, assim que a Camila puder, vai fazê-lo também. E o Gonçalo foi top (assim como o teu bolinho de côco! :-))! Beijinho.

    Célia

    ResponderEliminar