Uma família com esperança- seis meses depois.

outubro 2016

Depois do Luís ter regressado de Angola, como casal também fizemos uma espécie de adaptação. Afinal, durante três anos, quando estávamos juntos era quase sempre em clima de lua de bem e ambos evitávamos discussões porque queríamos aproveitar ao máximo os dias juntos. 
Agora que o Luís está em Portugal há quase seis meses, o que posso dizer é que tivemos dias em que as pequenas coisas do dia a dia nos fizeram resmungar, emburrar , em que discutimos como já não nos lembrávamos... No entanto, nunca deixamos de conversar bastante e sempre soubemos que teríamos de ser fortes e pacientes. 

Sempre soubemos que o máximo seriam três anos separados fisicamente e três anos foram. Três anos em que quase vivi em suspenso... sempre a contar os dias para estarmos juntos. Três anos em que que perdi o meu pai,três tios e uma amiga. Três anos difíceis, mas com muitas memórias boas pelo meio (abraços apertados, as borboletas na barriga sempre que o via sair na porta do aeroporto, nós os quatro a apanhar fósseis no meio do mato em Angola, o Luís a apresentar-nos aos amigos angolanos, as nossas longas viagens de carro a quatro, o coração a rebentar de felicidade quando nos deitávamos os quatro na cama a dizer palermices...).

Como escrevia há pouco, a vida agora corre. Não é perfeita, tal como nós não somos. Profissionalmente, o Luís não está realizado como quer estar... Contudo, apesar de termos dias em que estamos mais em baixo, ambos somos positivos e acreditamos que melhores dias virão.
A vida corre e acredito que, quando o nosso homem não se importa de, ao final de um dia cansativo,  dançar connosco (mesmo estando eu de nariz vermelho, grandes olheiras e com um casaco de lã que já viu melhores dias) a vida tem tudo para correr bem!



5 comentários :

  1. Aos poucos a vida vai-se compondo!!! Pensamentos positivos sempre e erguer a cabeça!
    Beijinho grandeeeee
    MR❤️
    @sagadaemigracao

    ResponderEliminar
  2. O mais importante é que estão juntos. Os 4. O resto vem, devagarinho. Beijo

    ResponderEliminar
  3. A pouco e pouco tudo se vai compor! Fé, amor o resto vem por acréscimo!!!
    Beijinho

    ResponderEliminar