O mais importante que eu aprendi com os Finlandeses...

Foto do meu Instagram

No verão, na cidade de Joenssu fiz um curso que incidia sobre os testes Pisa (o que são, o que avaliam, que conclusões podemos tirar, porque é que são tão importantes na Finlândia...), visitei também duas escolas finlandesas e vi como a profissão de professor é respeitada por lá (e nem vou falar das condições das escolas e dos professores). 
Não vim de lá a pensar que eles eram muito bons e nós não. Pelo contrário, regressei a pensar no tanto que fazemos com tão poucas condições e em como era estranho que, face à pergunta " Quão feliz te sentes na tua escola", os finlandeses ocupassem umas das últimas posições e Portugal estivesse muito bem posicionado (afinal, nem tudo é perfeito).

Contudo, algo que me vai ficar na memória é a importância que os finlandeses dão à palavra. Para eles encontrar um amigo e dizer "Tomamos um café um dia, sim?" é mesmo para cumprir. Nós, por cá, às vezes é assim para despachar quando não temos tempo para a conversa. Na Finlândia é para cumprir. E eu já prometi a mim própria que vou tentar seguir o ensinamento...





1 comentário :

  1. São os atos que fazem a diferença e não as palavras.
    Infelizmente cada vez menos as pessoas têm tempo umas para as outras( ou fingem que não têm... acho que um pouco de organização e boa-vontade tudo se consegue).

    ResponderEliminar