Sofia, por que é que o teu blogue não cresceu?


No sábado fez sete anos que escrevi o meu primeiro post e fazem-me muitas vezes a pergunta que escrevi no título. Tentarei, então, responder...
 Há sete anos era tudo bastante diferente no mundo da blogosfera: poucas eram as figuras públicas que tinham blogues, raras eram as pessoas a dar a cara, a Kitty Fane com o seu O Amor é um lugar estranho era "rival" da Pipoca Mais Doce em termos de visualizações, eu devorava os posts do blogue Crónica das horas perdidas, o Às nove no meu blog era amarelinho...

Há sete anos o meu blog deu um programa na Rádio Comercial, eu fui a um programa da TVI e comecei a ser contactada por agências de comunicação. No entanto, penso que o facto de eu não ser de Lisboa e não conhecer as pessoas certas ( digam o que disserem ainda não é a mesma coisa), de ter dito que não muitas vezes a  eventos (é dispendioso ir com frequência a Lisboa e eu nunca quis faltar às minhas obrigações profissionais) e de eu não gostar de escrever posts sobre certos produtos que recebia, fez com que o blogue nunca tivesse evoluído muito em termos de visualizações. A vez em que me empenhei mais em divulgar o blogue foi quando a revista Activa começou a ter blogues na sua plataforma; enviei muitas mensagens e emails por considerar que o meu blogue tinha o perfil pois  era atual e regularmente atualizado, não tinha erros grosseiros de português e refletia o mundo de uma mulher verdadeiramente ativa. Nunca obtive resposta e confesso que desisti.

E contudo, em sete anos, não fiquei mais de três dias sem atualizar o blogue, nunca deixei de escrever o que pensava (claro que, por vezes, "filtro" as coisas um bocadinho), fui verdadeira e sempre agradeci o facto de, mesmo com tanta variedade de  blogues a aparecer todos os dias, existir tanta gente que continua a vir espreitar o Gira. 

Por outro lado,  o blogue tem cumprido a sua missão: quando comecei a escrever, aos trinta e nove anos, tinha receio de não saber envelhecer, de ter de deixar de vestir o que gosto, de ter de cortar o cabelo curto, de ser uma mulher de quarenta anos perdida na aldeia em que vivia. O blogue aproximou-me de tendências, fez-me  cuidar mais de mim (por dentro e por fora), graças a ele conheci pessoas maravilhosas e foi e continua a ser o meu escape. 
A foto tirada este sábado, à pressa, com o blusão com manchas de água e uma manga à mostra e outra escondida, enquanto ia para a uma reunião de trabalho com amigas da escola (os projetos Erasmus + a isso obrigam) mostra um bocadinho do que sou... E o que sou hoje também devo ao blogue: o não ter receio de usar uma minissaia de pele com uma Adidas Gazelle, o de me ainda sentir uma miúda a caminho dos quarenta e sete, o de já não me importar muito com o que dizem ( só um bocadinho), o gostar muito de viver e acreditar que terei ainda muitos momentos felizes à minha espera.

Se estes sete anos valeram a pena? Tanto que nem vocês imaginam.

Se fosse hoje, teria apenas dado outro nome ao blogue. É que, por um lado, passo demasiado tempo a explicar que o nome não tem a ver com autoestima elevada e, por outro lado,  deparo-me é com um problema: daqui a três anos faço cinquenta anos...Será que terei de mudar o nome do blogue? Ups!

Aos leitores já agradeci muitas vezes, falta-me agora agradecer a duas pessoas muito importantes na minha vida de blogger: à Gotinha, que foi a primeira a divulgar este espaço, e à Francisca Távora do Boticário que nunca me fez sentir menos importante que as bloggers mais famosas da blogosfera. Muito obrigada às duas.


21 comentários :

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  2. Muitos parabéns!
    Já "cá venho" há muito tempo (anos) e nunca comentei. Gosto muito do blog, é diferente, genuíno e com (também estou quase nos 40) muitas semelhanças comigo.
    Continua!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada. Toca a aproveitar a vida, sim? Beijinhos

      Eliminar
  3. Gira gira até aos cem
    Gira gira a quem aqui vem
    E gira gira a "miúda" também

    As maiores felicidades.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Gostei tanto!
      Felicidades para o Agostinho, também.
      Beijinhos

      Eliminar
  4. Parabéns! Venho cá há muito tempo e por cá continuarei. Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. e eu também te acompanho a ti ( e à tua bicicleta):)
      Beijinhos

      Eliminar
  5. Não conhecia o teu blogue; portanto este é o primeiro post que leio...
    Gostei muito, porque apesar de o meu blogue não ter sequer 2 anos, identifico-me com alguns pormenores!
    No entanto, acho (e penso que essa é também a tua opinião): o sucesso nem sempre se mede com fita métrica! :P
    Parabéns pelos 7 anos e que venham 14, 21... ou os múltiplos que assim desejares! :P

    ResponderEliminar
  6. Eu também ainda sou do tempo do blog da Kitty Fane (que pena que desapareceu!) e do fundo amarelo do Às nove no meu blog :) Que memórias boas :)
    Parabéns por este espaço e por continuar a escrever independentemente dos números.

    ResponderEliminar
  7. Olá Sofia, eu já passo por aqui pelo menos há 3 anos e gosto bastante!!! Parabéns
    Continua sim?

    ResponderEliminar
  8. Não sei há quantos anos venho aqui dar a chamada espreitadela! Acho a Sofia uma pessoa genuína e de bom coração e que consegue transmitir bastante paz! As vezes são as coisas simples da vida que nos fazem ser felizes, são pequenas partilhas que melhoram os nossos dias! Não deixe de ser como é, nem transforme este cantinho num espaço somente virado para a publicidade!
    Aos cinquenta pode manter o nome do blogue, porque ninguém vai dar por isso, ninguém lhe vai dar cinquenta de idade :) está cada vez mais bonita
    Um grande beijinho de quem a lê deste lado

    Susana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh...que querida, Susana. Beijinhos

      Eliminar
  9. Olá Sofia,
    Sou uma leitora de há alguns anos, embora pouco "comentadeira" :)
    Gosto de aqui voltar porque sinto que a escrita é genuína e não encomendada. Tenho a certeza que esta é a opinião dos leitores habituais e se isso significa não crescer, então continue assim! Dos outros (blogues) há muitos, como este cada vez menos.

    Um beijinho
    Paula

    ResponderEliminar
  10. Olá, Sofia.

    Já cá venho há uns anos. Não estou "perto" dos 40. Mas gosto de vir cá. É um blogue genuíno e verdadeiro. Espero que um dia nos possamos conhecer para eu aprender (ainda mais) contigo! Um beijinho

    ResponderEliminar
  11. Já há muito que de vez em quando passo por cá e gosto de a ler. Acho que nunca tinha comentado :) Quanto ao nome do blog já é quase imagem de marca, verdade? Parabéns e continue assim :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada. Beijinhos e continue por aí, sim?

      Eliminar