Um tesouro chamado Pai-I


Quem me segue aqui no blogue há sete anos, sabe que foram muitos os posts que tenho dedicado ao meu pai. Não sei se lhe chame acaso se sorte...Talvez o que melhor descreva o que sinto por ser filha dele seja sentir-me abençoada...
Na foto acima estamos os dois, naquele que foi um dos seus/nossos dias felizes... Eu sentia-o nervoso e aposto  ele conseguiu perceber que eu também estava. Não falámos praticamente nada, mas eu soube naquele momento ( e em muitos outros depois) que não importava a minha idade ou a decisão que eu tomasse...eu (e a minha irmã de igual modo) seria sempre uma das suas duas meninas. Para sempre.

Sem comentários :

Enviar um comentário