ABC do dinheiro


Por vezes, por muito que nos custe, temos que enfrentar a realidade. Não vale a pena fingir que vai dar, que tudo se resolverá por si só.
Acredito que há assuntos que o tempo ajuda a resolver, que há problemas que se vão atenuando. No entanto, quando o assunto diz respeito a dinheiro, temos que tomar  mesmo decisões. E fazer contas, muitas contas.
Nesta altura difícil, em que há cortes e mais cortes, não vale a pena fingir que tudo vai melhorar e que o dinheiro vai esticar ou aparecer caindo do céu. Não vai.
Há opções a fazer. A mim custa-me falar de dinheiro com os meus filhos, mas tem de ser. Eles também têm de perceber que a família se esforça para que nada falte, que para terem aulas de inglês ou natação não dá para ir almoçar ou jantar fora, que as prendas de Natal vão ser em menor número, que é impossível eu continuar a dizer sim a certos pedidos deles.

Até agora, eles mostram compreender e não se queixam. E nem poderiam, pois infelizmente a vida para muitas outras crianças é bem difícil. E eu sei que eles sabem que, apesar de tantos nãos, são uns verdadeiros sortudos!

15 comentários :

  1. E é bem importante falar-lhes sobre isso, têm que ter a noção do que isso representa...

    ResponderEliminar
  2. Concordo! E mesmo quando há não se pode aceder a todos os pedidos deles, assim quando escasseia, não é um choque!

    ResponderEliminar
  3. Infelizmente nos tempos que correm é mesmo assim...temos de aprender a viver com menos, bem menos. Corta-se aqui e ali, para poder manter ainda alguns pequenos prazeres.

    Bjs

    ResponderEliminar
  4. Concordo plenamente...
    Não vai ser nada fácil...
    Bjs grandes
    Luisa
    http://efoiumdiaqueelacriouoseublogue.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  5. Concordo. Temos de sensibilizar os nossos filhos para os problemas actuais, pois não é escondendo ou camuflando a situação que os vamos ajudar a crescer. Bj

    ResponderEliminar
  6. Querida Sofia, a relação que as crianças e os jovens estabelecem com o dinheiro, advém em grande parte da educação que têm em relação ao mesmo, verdade?

    ResponderEliminar
  7. Sem dúvida querida Sofia! É mt imptt passar essas noções de poupança e enfrentar as coisas! Beijinhos

    ResponderEliminar
  8. Eu sempre falei sobre dinheiro ás minhas filhas, elas têm que saber que não é para esbanjar, e têm que aprender a geri-lo. Só o conseguem fazer se falarmos sobre isso abertamente. Bjinhos

    ResponderEliminar
  9. E se fores pelo caminho "certo", ou seja, sendo realista, lidas muito melhor com as coisas e se calhar até guardas umas energias para apreciar as coisas boas à tua volta.

    ResponderEliminar
  10. Só assim se consegue que os nossos filhos aprendam a lidar com o dinheiro e com as dificuldades da vida.
    Sempre falei abertamente sobre dinheiro com o meu filho, principalmente depois de me divorciar, quando passamos a ter menos para gastar.
    Falava-lhe na importancia de sabermos poupar e controlar gastos. Não fiz com que ele se interessasse por economia e finanças (ainda bem!)Mas acho fui pelo caminho certo, sempre geriu a sua mesada, sempre poupou não é "louco" por marcas e têm uma atitude consciente das dificuldades.
    A vida não é fácil há que os preparar para tudo para mais tarde não serem uns inadaptados.

    Beijinho e bom fim de semana

    ResponderEliminar
  11. Tens razão, as crianças devem perceber que os pais fazem muitos esforços para que nada lhes falte, e que há coisas que tb eles vão ter de abdicar. É a realidade, não há volta a dar. bj!

    ResponderEliminar
  12. Não acho que por estarmos em crise tenha de tomar essas atitudes. Acho sim que faz parte da educação, e uma parte mto importante. Para não ficarem uns meninos arrogantes e pretenciosos. Mesmo que fosse milionária deveria falar de dinheiro aos seus filhos e deveria dizer mtas vezes que não. O não faz vincar a sua personalidade.
    Acho horrivel as mães que não dizem não ... que dão tudo que os meninos pedem .....e depois são esses meninos que um dia em que têm que receber um não começam a roubar nas lojas porque estão habituados a ter tudo ....para além de ficarem uns seres sem qualquer personalidade ......
    Infelizmente é o que mais vejo hoje em dia .....os pais terem medo de dizer não aos filhos ...........isso não é Amor. Amor é prepará-los para o que der e vier ........

    ResponderEliminar
  13. Caro Anónimo:
    Concordo em absoluto. O seu comentário dava um belo post ( a sério).
    Um beijinhos

    ResponderEliminar
  14. Acho que sim que se deve ter essa conversa com os filhos, mas não só em tempo de crise. Na minha opinião mesmo podendo dar às vezes temos de dizer não, para eles saberem que não podem ter tudo, que as coisas custam a ter, e faz-lhes bem ouvirem os primeiros não dos pais e não mais tarde quando nem vão saber lidar com isso.

    ResponderEliminar
  15. Excelente escolha de temas. Fica aqui um endereço de boa culinária: http://receitas.info/

    ResponderEliminar