Crónica de uma mãe suspeita

Tumblr_m5letlcg8b1qc7gvvo1_500_large
Quem me lê sabe que não costumo escrever muito sobre os feitos dos meus meninos. Mas estas minhas ideias tenho de partilhar.
O meu filho mais velho fez todo o seu percurso escolar na minha aldeia (que é pequenina como eu) e frequenta agora uma escola de ensino básico da zona de residência.
Sempre foi bom aluno e obteve níveis máximos tantos nas provas de aferição como agora nos exames (5 a Português e Matemática). É um miúdo normal que adora Sims, jogos de estratégia e brincar (com Nerfs, Legos, tudo e mais alguma coisa). Não é um génio, não é marrão, mas estuda. 
Por vezes, quando via amigas minhas decidirem pelo ensino privado, também eu ficava na dúvida...E se eu não estou a fazer o melhor pelo meu filho?  Pois agora as dúvidas são ínfimas, tanto que o mais novo também frequenta a escola da aldeia, onde aliás eu também andei.
Defendo o ensino público (sei que sou muito suspeita), mas tenho provas. Muitos alunos da minha zona a entrarem em cursos com médias exigentes e o percurso escolar dos meus filhos. Se ajuda o facto de eu ser professora? Sim, mas apenas pela razão que há mais livros em casa e que os ensinei a ser autónomos no estudo (não tenho muita paciência para explicações, juro). Mas querem saber o que eu acho mesmo muito importante? Um ambiente  feliz em casa,  bons professores  (o ensino público está cheio deles, acreditem) e acima de tudo exigir-lhes sempre Respeito. Pelos professores, pelos funcionários, pelas aulas, pela ESCOLA, pelo trabalho e por eles próprios.


15 comentários :

  1. Também sou a favor do ensino público. As minhas 2 filhas frequentam o público e estamos satisfeitas. Concordo que é preciso muito respeito, que é coisa que hoje em dia falta á maior parte dos miúdos ;)

    ResponderEliminar
  2. adorei este post:) Acredito muito no ensino público, não acredito que só quem pode pagar tenha uma melhor educação. Tal como tu, julgo que o ambiente em casa, a forma como os pais se comportam perante as outras pessoas é determinante na formação das crianças. bj:)

    ResponderEliminar
  3. Aonde é que assino? Concordo plenamente com tudo que escreveste neste post!!

    Se ajuda eu ser professora? Ajuda! E ajuda muito mais ter consciência absoluta que a educação começa em casa!

    ResponderEliminar
  4. adorei o post! Sábios conselhos!

    ResponderEliminar
  5. Vivo em Lisboa e tenho 2 filhos no privado. Considero uma opção melhor para quem trabalha em full-time, percorre grandes distâncias todos os dias e quer um acompanhamento ***** para os filhos (top 10 do ranking).
    O percurso escolar dos meus filhos tem sido muito bom, não só quanto à instrução, mas também no que respeita à aprendizagem da entreajuda, solidariedade e valores cristãos em que acredito.
    Não viajo para o estrangeiro, tenho um carro com 10 anos, mas acho que vale a pena. Afinal a vida é feita de opções.

    ResponderEliminar
  6. Sofia, se já a respeitava desde que a comecei a ler neste momento, confirmo a admiração que sinto por si. Sou suspeita é verdade mas os meus filhos também andam no ensino público e agradeço todos os dias a profª que o meu filho mais velho teve nestes 4 anos, é uma inspiração para mim, profª também. Como em todas as profissões há bons e maus profissionais e eu tenho tido a sorte de conhecer excelentes que trabalham na escola pública. E "respeito" foi uma palavra que foi caindo no esquecimento, que deixou de ser valorizada e cabe-nos a nós ensinarmos isso aos nossos filhos.um beijinho

    ResponderEliminar
  7. Assino por baixo, cachopa!

    ResponderEliminar
  8. Sempre defendi no meus blogs a bandeira do respeito sou de uma época em que tinha q receber os professores de pé, e o respeito dentro da sala de aula imperava, portanto viva aos professores q amam a sua profissão!! bjs bjs

    ResponderEliminar
  9. Muito bem... gostei de ler. Acho que a zona do país também faz a diferença... digo eu, que sou professora em Setúbal.

    ResponderEliminar
  10. Concordo inteiramente consigo.
    As minhas 3 filhas estão no ensino público, em Lisboa.
    As escolas que frequentam têm todas um corpo docente excepcional. Mas acho acima de tudo que os valores que lhes transmitimos em casa são fundamentais para o percurso delas...
    o Respeito é um deles! O respeito por toda a comunidade escolar, sem excepção, é crucial!

    ResponderEliminar
  11. Estou contigo em tudo!
    (até na pequena escola da aldeia! :-))

    Beijinhos.
    CLS

    ResponderEliminar
  12. Sofia,
    concordo plenamente. toda a educação, a base, passa por se aprender em casa. Bj**

    ResponderEliminar
  13. Mas que bom para ti! Tens um filhinho que é uma sumidade...

    ResponderEliminar
  14. E quem fala assim não é gago. Parabéns, Sofia, por este post.

    ResponderEliminar
  15. Gosto tanto de ler "estes" teus posts. Vou aprendendo...

    ResponderEliminar